Cruzeiro sai da disputa por Valdívia, do Inter; Gilvan diz que não quer ‘inchar o elenco’

O Cruzeiro está fora da briga para contratar o meia-atacante Valdívia, do Internacional. A declaração foi dada pelo presidente celeste Gilvan de Pinho Tavares em entrevista coletiva, nesta quinta-feira, na Toca da Raposa II. De acordo com o mandatário, o motivo é para não ‘inchar muito o elenco’.

“Todo bom jogador interessa. Se não houver leilão do atleta, valores não forem absurdos ou se não nos pedirem atletas em troca que não podemos desfazer, temos interesse. Eu posso dizer que não podemos inchar muito nosso elenco. Tivemos algumas contusões no período de abril para cá que desfalcaram bastante nosso elenco. Perdemos vários jogadores importantes, mas que estão sendo recuperados. Todo mundo que perdemos vai voltar. Não podemos inchar o plantel”, disse.

Mas a não vinda de Valdívia não que dizer que o Cruzeiro não está no mercado em busca de reforços. Segundo Gilvan, a diretoria trabalha em conjunto com o técnico Mano Menezes para analisar jogadores que possam chegar para suprir carências no grupo celeste.

“Estamos fazendo a avaliação junto com a comissão técnica de onde é mais necessário nos reforçar. Não é só o Valdívia que interessou, são outros atletas interessaram. Vamos nos esforçar para contratar aqueles que sejam mais necessários. Nosso elenco já é fortíssimo”, declarou.

Acordo de cavalheiros com Atlético

Durante a entrevista coletiva, Gilvan de Pinho Tavares revelou que Cruzeiro e Atlético têm um acordo de cavalheiros para um não atravessar qualquer negociação que o outro tenha iniciado. No entanto, o presidente celeste ressaltou que isso não se aplica no caso Valdívia,que está em conversas avançadas com o Galo.

“Realmente, Cruzeiro e Atlético têm um procedimento ético nesse sentido, mas não estamos brigando pelo jogador. Estamos fazendo uma avaliação de quem nós vamos trazer”, afirmou