Participe: 9195-1278 - Enviar mensagem WhatsApp

Fazendeiro é autuado por utilizar água de poço tubular sem registro em Bocaiuva

O proprietário de uma fazenda, de 34 anos, na zona rural de Bocaiuva foi autuado em aproximadamente R$ 2 mil, nesta quarta-feira (17), por utilizar água de um poço tubular artesiano sem registro. De acordo com a Polícia Militar de Meio Ambiente, o poço tem vazão de até 0,4 litros por segundo, mas precisa ter a Certidão do Uso da Água para ser regularizado. O prazo para ele dar início ao processo junto ao Instituto Mineiro de Gestão de Águas (IGAM) é de 20 dias.

O terreno fica próximo ao Povoado de Triunfo. A polícia Militar de Meio Ambiente chegou até o local depois de receber uma denúncia anônima via 181. Os policiais constataram que o poço está perfurado em área comum, fora de ambiente de preservação ambiental.

A Polícia de Meio Ambiente explicou ao G1 que o poço continuará em funcionamento porque, de acordo com a legislação, não pode haver interrupção de fornecimento de água quando é para consumo humano e animal.